Notícias


Informativo de Artes - 3º Ano

19/12/2016


Professora: Leila

2º Semestre

FORMAS PLANAS E INTERLIGADAS

AS TURMAS OBSERVARAM ESCULTURAS DE AMÍLCAR DE CASTRO E LYGIA CLARKY,
QUE UTILIZARAM FORMAS PLANAS INTERLIGADAS, AO CRIAREM SUAS OBRAS.
ASSIM COMO OS ARTISTAS, CADA ALUNO CONSTRUIU - UTILIZANDO PAPELÃO -
FORMAS PLANAS QUE SE INTERLIGAVAM E FICAVAM DE PÉ.
 
Lygia Clark

 

         
     Amílcar de Castro
 
CONTINUANDO O ESTUDO DAS FORMAS PLANAS INTERLIGADAS,  
OS ALUNOS CONHECERAM TAMBÉM OBRAS DE CLEBER MACHADO (ANÉIS ESCULTURAS)
O ESCULTOR E PINTOR BRASILEIRO CLEBER MACHADO NASCEU EM PORTO ALEGRE,
EM 1937 E HOJE MORA E TRABALHA EM SÃO PAULO.
ANTES DE DEFINIR-SE COMO ESCULTOR, ELE COMEÇOU A DESENHAR E PRODUZIR JOIAS EM PRATA E EM ACRÍLICO,
O QUE ACABOU RENDENDO-LHE O PRÊMIO DE PESQUISA EM JOIA, NA 11ª BIENAL DE SÃO PAULO.
ANOS MAIS TARDE, CLEBER RETOMA A PRODUÇÃO DE JOIAS,
DESSA VEZ AINDA MAIS FORTEMENTE INFLUENCIADO PELA ESCULTURA,
COM A CRIAÇÃO DA LINHA SCULPTURE TO WEAR, COMPOSTA DE VERDADEIRAS ESCULTURAS
PARA SEREM USADAS NOS DEDOS COMO ANÉIS.
INSPIRADAS NESTE TRABALHO, AS CRIANÇAS FIZERAM ESCULTURAS NO FORMATOS DE ANÉIS.
 
 
MOSAICO
 
OS ALUNOS APRENDERAM A TÉCNICA DO MOSAICO, APRECIANDO OBRAS DA IDADE MÉDIA,  
VIK MUNIZ E DE GAUDÍ.
EM GRUPOS, FIZERAM MOSAICOS, UTILIZANDO EMBORRACHADOS DE CORES DIVERSAS.
O MOSAICO É UM TIPO DE ARTE QUE SURGIU A MAIS DE 2000 ANOS, NA GRÉCIA.
É FEITO COM PEQUENOS PEDAÇOS DE MATERIAIS (PAPEL, VIDRO, CERÂMICA, MÁRMORE, BORRACHA
E ATÉ MESMO PEDRAS PRECIOSAS) COLADOS, BEM PRÓXIMOS UNS DOS OUTROS,
FORMANDO IMAGENS FIGURATIVAS OU ABSTRATAS.
PARA CONSTRUIR UM MOSAICO NÃO BASTA APENAS TER O MATERIAL,
É PRECISO MUITA  CRIATIVIDADE E PACIÊNCIA ATÉ QUE O TRABALHO SEJA CONCLUÍDO.
 
Gaudí
 
Vik Muniz
 
Mosaico da Idade Média
 
FOLCLORE BRASILEIRO
 
FOLCLORE É UM GÊNERO DE CULTURA POPULAR, CONSTITUÍDO PELOS COSTUMES E TRADIÇÕES POPULARES,
TRANSMITIDOS DE GERAÇÃO EM GERAÇÃO. TODOS OS POVOS POSSUEM SUAS TRADIÇÕES,
CRENDICES E SUPERSTIÇÕES, QUE SÃO TRANSMITIDAS ATRAVÉS DE ATIVIDADES CULTURAIS,
COMO LENDAS, CONTOS, PROVÉRBIOS, CANÇÕES, DANÇAS, ARTESANATOS, JOGOS, RELIGIOSIDADE, BRINCADEIRAS, MITOS, IDIOMAS E DIALETOS CARACTERÍSTICOS, ADIVINHAÇÕES E FESTAS,
QUE NASCERAM E SE DESENVOLVERAM COM O POVO.
NO DIA 22 DE AGOSTO COMEMORAMOS O DIA DO FOLCLORE. AS TURMAS DO 3º ANO
ESTUDARAM ESTE TEMA E FIZERAM DEDOCHES DE PERSONAGENS FOLCLÓRICOS, UTILIZANDO MASSINHA DE MODELAR.
      
 
FLORES E FRUTAS NA ARTE
 
 
 
O 3º ANO OBSERVOU O TRABALHO DE ARCIMBOLDO, QUE REPRESENTAVA EM SUAS PINTURAS,
ROSTOS FEITOS COM FRUTAS, LEGUMES, RAÍZES E FLORES.
COMO ATIVIDADE PRÁTICA, FIZERAM EM GRUPOS, ROSTOS UTILIZANDO OS MESMOS ELEMENTOS QUE O ARTISTA. 
 
MOSTRA DE ARTES - MONDRIAN
 
Conteúdo comum às turmas do 2º ao 5º Anos
 
 
 
 
ESTE ANO, O CCBB EXPÔS OBRAS DE MONDRIAN E AS TURMAS DO 2º AO 5º ANO, MANHÃ E TARDE,
PREPARARAM A  MOSTRA DE ARTES, INSPIRADAS NOS TRABALHOS DO ARTISTA. 
PIET MONDRIAN NASCEU EM NOVA IORQUE EM 1872 E VIVEU ATÉ FEVEREIRO DE 1944.
COMO PINTOR MODERNISTA, CRIOU O NEOPLASTICISMO (MOVIMENTO ARTÍSTICO DE VANGUARDA,
RELACIONADO À ARTE ABSTRATA, QUE DEFENDIA UMA TOTAL LIMPEZA ESPACIAL PARA A PINTURA,
REDUZINDO-A A SEUS ELEMENTOS MAIS PUROS E BUSCANDO SUAS CARACTERÍSTICAS MAIS PRÓPRIAS.
MUITOS DE SEUS IDEAIS FORAM EXPOSTOS NA REVISTA DE STIJL).
MONDRIAN INTERESSOU-SE PELA CARREIRA ARTÍSTICA AO CONVIVER COM UM TIO QUE TRABALHAVA COMO PINTOR,
MAS FOI OBRIGADO A ENFRENTAR A VISÃO ORTODOXA DA FAMÍLIA, QUE VIA NA ARTE UM CAMINHO PARA O PECADO.
PERCEBEU, PORÉM, NA POSSIBILIDADE DE DAR AULAS, UMA RESOLUÇÃO AO SEU DILEMA:
PROMETEU AO PAI ESTUDAR ARTES PARA TORNAR-SE PROFESSOR.
COMEÇOU A SUA CARREIRA COMO PROFESSOR, AO MESMO TEMPO EM QUE TRABALHAVA COMO PINTOR.
A MAIOR PARTE DAS PINTURAS DESTE PERÍODO FOI INFLUENCIADA PELO NATURALISMO E  IMPRESSIONISMO. 
INSATISFEITO COM O MAGISTÉRIO, MONDRIAN SENTIU NECESSIDADE DE LIBERTAR-SE E ESTABELECER-SE APENAS COMO PINTOR, MAS TEMIA ENFRENTAR O PAI E A SI MESMO, TAL O PESO DE SUA FORMAÇÃO RELIGIOSA.
QUANDO ENTROU EM CONTATO COM A TEOSOFIA, ENCONTROU UMA SOLUÇÃO PARA O PROBLEMA,
POIS A DOUTRINA PREGAVA O TRILHAR DE UM CAMINHO EVOLUTIVO PESSOAL E A ARTE ENCAIXAVA-SE NESTE CAMINHO.
ISSO MARCOU SUA VIDA PROFUNDAMENTE, POIS ATRAVÉS DESSE CONTATO,
PASSOU POR UM BREVE PERÍODO SIMBOLISTA,QUE FOI FUNDAMENTAL PARA QUE ATINGISSE A ABSTRAÇÃO.
ESTE PERÍODO COSTUMA CONFUNDIR COM A RADICAL ABSTRAÇÃO, QUE CARACTERIZOU O RESTO DE SUA OBRA,
JÁ REVELANDO CERTA TENDÊNCIA À GEOMETRIZAÇÃO E À SÍNTESE DA REALIDADE. 
EM 1911, VISITOU UMA EXPOSIÇÃO CUBISTA EM AMSTERDÃ QUE O MARCOU PROFUNDAMENTE
E TEVE GRANDE INFLUÊNCIA NO SEU TRABALHO POSTERIOR.
 A PARTIR DE 1917 ATÉ A DÉCADA DE 1940 DESENVOLVEU SUA GRANDE OBRA NEOPLÁSTICA.
ESSA FASE, A MAIS POPULAR, SE CARACTERIZA POR PINTURAS CUJAS ESTRUTURAS SÃO DEFINIDAS
POR LINHAS PRETAS ORTOGONAIS, QUE DEFINEM OS ESPAÇOS QUE SE RELACIONAM DE DIFERENTES MODOS
COM OS LIMITES DA PINTURA, E QUE PODEM OU NÃO SEREM PREENCHIDOS COM UMA COR PRIMÁRIA:
AMARELO, AZUL E VERMELHO E QUE DEFINEM PESOS VISUAIS DIFERENTES PARA ESSES ESPAÇOS.
O PINTOR INVESTIA NA PERCEPÇÃO DE SUA OBRA COMO UMA ABSTRAÇÃO MATERIALISTA E SEM PROFUNDIDADE,
CRITICANDO A PINTURA HISTÓRICA ENQUANTO PRODUZIA UMA ABSTRAÇÃO RACIONALISTA,
ESPIRITUALISTA E SOBRETUDO CONCRETA DO MUNDO.
SUA OBRA, MUITAS VEZES COPIADA, CONTINUA A INSPIRAR A ARTE, O DESIGN, A MODA E A PUBLICIDADE,
QUE A APROPRIAM COMO DESIGN, SEM NECESSARIAMENTE LEVAR EM CONTA
SUA FUNDAMENTAL E FILOSÓFICA RECUSA À IMAGEM.






Trabalhe conosco